Matéria Bruta | Entre les lignes#3 | Instalação – Performance | Elma Riza

Terça feira, dia 18 de Novembro de 2014, às 19h no Atelier RE.AL

Entre les lignes#3
“Instalação-performance”
Em residência no Atelier REAL _ Novembro 2014

Conceito– Performance : Elma Riza
Musica : Tiago Schwäbl (Convidado)
Duração : 45 min – Short Version

”Entre les lignes” é uma série de instalações-performances cuja intenção é tornar visível o espaço imaginário criado no momento, “in situ!”, i.e. “em cada locação”. A terceira variação, que vai ser apresentada no atelier RE.AL, foca-se no espaço-entre.

“Entre les lignes”… Linha do horizonte, linha de alinhamento, linha da vida, linha do acaso, linha de demarcação, linha, linha, linha…
A linha, um elemento omnipresente na iconografia do nosso dia a dia, tanto na sua forma abstracta como simbólica, é o elemento base destes projectos.

Os diversos aspectos desta pesquisa emergiram da problemática, por um lado relativa à percepção de espaço, como estrutura efemera em constante mutação e, por outro, à passagem das estruturas de invisíveis para visíveis. Um tipo de Tipografia imaginária tornada visível pela presença concreta do corpo no espaço vazio (espaço de exposição/estúdio) e a sua interacção com as linhas. A interacção entre músico e performer permite-nos descobrir o espaço de uma forma diferente a cada momento.

Nota importante:
O termo “instalação” indica que a performance pode ser vista de diferentes perspectivas – a audiência não deve permanecer estática e é convidada a mover-se e mudar de pontos de vista!

“Between the lines” is a series of two hours installation-performances with the intention to make visible the imaginary space created momentarily “in situ”, i.e. “in each location”. The third variation focuses on the spaces in-between.

Between the lines… Horizon line, alignment line, life line, building line, demarcation line, line, line, line…
The line, an omnipresent element in the iconography of our day-to-day life, both abstract form and symbolic form, is the basic element of this projects.

The research project brought about various issues related to the perception of space – one the one hand, an ephemeral structure in constant change; on the other hand, the transition from invisible to visible structures. A kind of imaginary cartography, made tangible by the presence of the body in the empty space (exposition space/studio) and its interaction with lines. The interaction between the musician and the performer allows us to discover space in a different ways each moment.

Important notice:
The term “installation” indicates that the performance can be viewed from different perspectives – the audience should not be static and is invited to move and change their points of views!